Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Green Ideas

Green Ideas

Eu escolho ser assim

Os Desafios da Abelha | Frase do Dia | 19 de 365 | são as nossas escolhas que mostram o que realment

25.01.22 | Ana D.

jan_escolhas.jpg
Hoje participo em mais um d' Os Desafios da Abelha |são as nossas escolhas que mostram o que realmente somos em resposta à Ana de Deus do blog "busy as a bee on a rainy day

Viver também é escolher. A vida obriga-nos sobremaneira a ter de escolher. Escolher, escolhas que nem sempre são fáceis. Escolhas, que aos olhos dos outros, nem sempre são entendidas do mesmo modo como nós as vemos.
Ainda assim, nós somos as nossas escolhas e estas dizem muito de nós.

As minhas escolhas dizem que a maternidade foi o maior e melhor desejo da minha vida. Um desejo alcançado e vivido desde então com muitas escolhas, mas sempre com um amor infinito e um sentimento ainda maior de gratidão porque ser mãe é, sem sombra dúvida, o maior papel da minha vida. 

Mas as minhas escolhas dizem que nasci para ser mãe, mas também para ser filha, dedicada e grata aos meus pais por tudo o que hoje sou. As minhas escolhas dizem que integrei os princípios e valores que me foram transmitidos com muita ternura e amor e que hoje espelho na educação do meu filho.

Posto isto, não será surpresa dizer que as minhas escolhas dizem que a família é a minha prioridade. Não hesito em priorizar os interesses e o bem estar da minha família, mesmo que isso represente secundarizar ou abdicar de mim própria. Faço-o de forma consciente e sem reservas.

As minhas escolhas dizem que sou uma mulher que toma as suas decisões sem receio de caminhar sozinha porque mais vale só que mal acompanhada, mas também porque caminhar sozinha não significa estar só na caminhada. Na verdade, acho que até prefiro caminhar sozinha. Gosto de poder fazer o meu caminho, tanto quanto possível, de forma independente e de acordo com a minha vontade ou propósito, poder caminhar depressa ou devagar ou até mesmo, simplesmente parar.

As minhas escolhas dizem que não receio dizer não ou escolher o caminho menos percorrido, desde que essa seja uma decisão consciente, porque não nasci para "carneirar". Costumo brincar com o meu filho dizendo-lhe que se Deus nos quisesse sempre em rebanho, nos teria dado lã.

As minhas escolhas dizem que nem sempre escolho o caminho mais fácil. Na verdade prefiro o caminho que me deixa de cabeça erguida e consciência tranquila. Se podia ser diferente? Podia, mas não para mim porque sou fiel aos meus princípios e valores.

As minhas escolhas dizem que sou determinada e perseverante. Mesmo quando ainda não sei bem que caminho seguir, sei pelo menos os caminhos por onde não quero ir e sei que quando se fecha uma porta, abre-se uma janela. Se não abrir, eu vou à procura de uma para abrir.

As minhas escolhas dizem que não sou fácil de ficar por terra. Não porque nunca caia, mas porque o importante é sabermos erguer-nos após cada queda. Há que erguer-nos de novo, limpar as lágrimas e continuar a caminhar, mesmo que dorida. Mas como todos, também eu tenho as minhas fraquezas e as minhas são obviamente o meu filho e os meus pais, daí que a perda do meu pai tenha o impacto, que quem me lê, já certamente percebeu. Ainda assim, continuo todos os dias a existir e a lutar para me manter à tona. A dinâmica no meu blog é disso mesmo um exemplo, porque tive de encontrar âncoras adicionais para fazer a catarse dos sentimentos que me dominam.

Enquanto profissional, as minhas escolhas dizem que gosto do meu trabalho e por isso invisto todos os dias nele, dando o melhor de mim, independentemente do reconhecimento, porque o maior reconhecimento que posso receber vem de mim própria e da minha consciência do dever cumprido. Costumo dizer que não gosto da política da cenoura, nem da política do chicote, porque eu própria sei o que tenho tenho a fazer.

As minhas escolhas dizem ainda que adoro estudar, porque adoro saber um pouco mais. Não consigo viver sem dar resposta a uma certa curiosidade que alimenta essa minha necessidade de conhecimento em áreas diversificadas.

As minhas escolhas dizem que o silêncio é o caminho que sigo quando já desisti de usar a voz, quando me deparo com a hipocrisia e a falta de ética e de educação porque as ações ficam para quem as pratica.

As minhas escolhas dizem que a humildade e o meu sorriso francos são as minhas melhores armas. Uso-os para tantas coisas boas como a amizade, mas também perante coisas menos boas como a arrogância e a falta de educação, porque às vezes nos cruzamos com pessoas que precisam de ser arrogantes ou mal educadas para se afirmar e quando assim é, o melhor é apenas sorrir com humildade.

 

Obrigada pelo desafio, querida Ana! 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Ana D.

    25.01.22

    Eu é que agradeço as tuas palavras e estes desafios que nos despertam ainda mais a vontade de escrever!
    Quem tem uma amiga com alma empreendedora como tu, não pode, nem consegue parar! O mérito é muito teu, minha querida, porque és imparável e tens a capacidade de promover desafios aliciantes. Ainda assim, ando sempre a correr atrás do prejuízo porque o tempo nem sempre me ajuda (agora até já tenho uma "to do list" para os desafios, acreditas?!
  • Imagem de perfil

    Ana de Deus

    25.01.22

    acredito
    és um doce e o mérito também é teu, podias não me ligar nenhuma
  • Imagem de perfil

    Ana D.

    25.01.22

    Não é possível não te ligar minha querida e doce amiga!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.