Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Green Ideas

Green Ideas

Carta a meu neto

Desafio: Sonhamos ir por aí! - Farol da Barra

04.03.21 | Ana D.

© Sapo Viagens - 30 Faróis para descobrir em Portugal

Meu querido neto

Não imaginas quanta saudade guardo de ti! Não imaginas quanta saudade guardo de te ver e de te abraçar! Não imaginas quanta saudade guardo da tua alegria e do brilho dos teus olhos, plenos da curiosidade própria da tua idade! Esta pandemia tem-nos roubado tempo, mas como sabes a avó já viveu muito e já passou por tanto, mas mantém-se otimista! E por isso, em cada dia que passa mato essa saudade com sonhos! Sim… sonhos! (risos) Não são só os meninos que sonham! (risos)

Sonho com quantos bons momentos vamos passar juntos nos passeios que vamos dar! Já tenho uma lista dos locais que havemos de visitar! (risos) E até já sei onde te vou levar nesse nosso primeiro passeio! Ah, pois é! A avó tem tudo planeado!

Vou desvendar-te agora um pouco do que nos espera para que também possas sonhar comigo!

Como já ouviste nas aulas de História, os portugueses lançaram e lideraram a expansão marítima e por isso vou levar-te a conhecer um dos faróis situados na costa de Portugal Continental, já que estes são infraestruturas que apoiam serviços como o assinalamento marítimo e a monitorização do ambiente costeiro, mas também desempenham um serviço à cultura, pois são verdadeiras obras de arte que ilustram a ligação do nosso povo ao mar!

Os faróis guiam centenas de embarcações e só quem anda no mar lhes pode dar o verdadeiro valor! Os faróis permitem que os navegadores saibam a sua localização exata, pois cada farol tem o seu sinal luminoso e os seus pontos de luz têm uma assinatura única, combinando diferentes durações e ritmos de sequência de luz. É uma espécie de “impressão luminosa” por analogia à impressão digital de cada um de nós!

E não sei se sabes, mas só com o passar dos tempos as fontes de alimentação da luz foram melhorando, tendo o azeite sido substituído pelo petróleo, pelo gás e posteriormente pela eletricidade. Paralelamente, também foram inventados vários aparelhos óticos, que conjugavam espelhos, refletores e lentes, montados em mecanismos de rotação, não só para melhorar o alcance da luz, como para proporcionar os períodos de luz e obscuridade, que permitiam então distinguir um farol de outro.

Bom, mas no nosso primeiro passeio vamos visitar o Farol da Barra!

Este localiza-se na entrada da barra da Ria de Aveiro, mais exatamente à Latitude 40º 38’,64 N e Longitude 08º 44’,79 W da praia da Barra na freguesia da Gafanha da Nazaré, concelho de Ílhavo e distrito de Aveiro.

© Google Earth

O Farol da Barra data de 1879 e é um projeto da autoria do Eng. Paulo Benjamim Cabral. A sua construção ter-se-á iniciado em 1885. A obra foi dirigida primeiramente pelo Eng. Silvério Pereira da Silva e mais tarde, pelo Eng. José Maria de Mello e Matos. Vê lá que na época, este empreendimento custou ao Estado Português cerca de 51.000 Escudos ou seja cerca de 255 Euros! (risos)

O farol entrou em funcionamento em 1893, sendo-lhe na altura instalado um aparelho lenticular de Fresnel de 1ª ordem, produzindo grupos de 4 relâmpagos. A fonte luminosa era a incandescência pelo vapor de petróleo e a rotação da ótica fazia-se através de máquina de relojoaria. Foi eletrificado em 1936, sendo o aparelho ótico substituído em 1947 por outro idêntico, mas de 3ª ordem, pequeno modelo (375mm de distância focal). Só em 1950 foi ligado à rede pública de distribuição de energia, tendo sido automatizado em 1990.

 © Comunidade Portuária de Aveiro

Acho que vais gostar! O Farol da Barra é o farol mais alto de Portugal, o segundo maior da Península Ibérica e um dos três mais altos da Europa! À data da sua construção foi o sexto maior do mundo, em alvenaria de pedra, continuando a ser atualmente o segundo maior da Europa e o 26.º mais alto do mundo. A sua torre cilíndrica tem 62 metros de altura e é necessário subir 288 degraus em pedra mais 20 em ferro em forma de caracol para alcançar o seu topo e desfrutar da magnífica vista sobre o mar e a ria. A sua potente lâmpada, projeta um feixe luminoso visível a 23 milhas náuticas de distância (cerca de 43 quilómetros).

 © Comunidade Portuária de Aveiro

 © CIRA - Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro

Vai ser espetacular, podermos desfrutar desta experiência juntos! Vamos ser faroleiros por um dia! (risos) Sim, é verdade! Também já existem muitas mulheres nesta profissão! (risos)

Mal posso esperar por esse dia! Até lá… sonhamos juntos!

 

Texto no âmbito do desafio "Sonhamos ir por aí" feito pela Cristina Aveiro do blog Contos por Contar

Neste desafio participo eu, a Cristina Aveiro, a Concha,Fátima Bento, a Imsilva, a Luísa De Sousa, a Maria, o José da Xâ,  a Célia, a Charneca Em Flor, a Ana Mestre, a Ana de Deus, e a bii yue e quem mais quis.

 

Fontes de Informação:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Farol

https://pt.wikipedia.org/wiki/Far%C3%B3is_de_Portugal

https://viagens.sapo.pt/viajar/viajar-portugal/artigos/30-farois-para-descobrir-em-portugal

https://pt.wikipedia.org/wiki/Farol_de_Aveiro

https://www.amn.pt/DF/Paginas/FaroldeAveiro.aspx

https://www.cm-ilhavo.pt/pages/910

http://comunidadeportuariadeaveiro.pt

https://www.viagensemiudos.pt/farois-para-visitar-em-portugal/

https://estrelaseouricos.sapo.pt/programas/um-dia/farois-as-sentinelas-do-mar-15482.html

https://www.natgeo.pt/viagem-e-aventuras/2020/08/conheca-alguns-dos-farois-mais-altos-de-portugal

https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/em-portugal-a-luz-nunca-se-apaga-11002521.html

https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/101998124

https://www.dn.pt/sociedade/familias-que-adormecem-embaladas-pela-luz-de-um-farol-5275190.html

 

 

14 comentários

Comentar post