Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Green Ideas

Green Ideas

Brincadeiras do Vento Ventania

02.12.21 | Ana D.

 

dez_vento ventania.jpg

Quando a neve caía
O vento, muito se divertia
Porquanto os flocos de neve soprava 
E a chuva gelava

E se assim decidia
Também as nuvens enredava
Sempre a soprar, puxava ou empurrava
P'ra onde lhe apetecia

De tanto gostar de brincar
Rodeava as árvores para as abanar
E apesar de as empurrar
Acabava sempre por as abraçar

As folhas acabava por levar
Com ele. sempre a dançar
Alegres e a rodopiar
Não paravam de esvoaçar

Com ele, tudo entontecia!
Bastava uma aragem
Que dos ramos à folhagem
Tudo com ele corria

E muito ele se ria
Sempre que das suas fazia
Pois tanto soprava
Que ora um chapéu voava
Ora os cabelos despenteava

P'las ruas também gostava de andar
Para a cada esquina soprar
Até tudo com ele arrastar
Num frenesim sem parar

Quando via uma janela aberta
Ou uma porta entreaberta
Entrava sorrateiro para espreitar
E lá fazia uma corrente de ar

E quando perto do mar
Isso sim, é que era reinar
Divertido por o mar picar
E as ondas contrariar

Mas o vento muito se ria
Da sua ventania
Pois com ele... com ele, ninguém podia!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.