Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Green Ideas

Green Ideas

Liberdade de Mulher

25.11.20 | Ana D.

violencia domestica 1.jpg

E porque hoje é o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres....

 

Mulher
Tu que um novo ser podes gerar
para ao mundo o poder dar,
que és símbolo da maternidade 
e espelho da humanidade
não podes viver sem a tua liberdade!

Não deixes que a opressão
invada teu coração!
Mostra a solidão
que entorpece teu coração!

Não cales teu falar!
Não seques teu chorar!
Não te inibas de ao mundo gritar
o tamanho da tua dor
e apontar teu opressor!

Não te deixes envergonhar
Não te deixes julgar
p'la cobardia de quem diz te amar
mas não te sabe respeitar!

E no teu peito tens de encontrar
a força para lutar
e a determinação para vencer
para com liberdade viver!

Núvens

25.11.20 | Ana D.

chuva 2.gif

Com enorme altivez
E simplesmente, porque era a sua vez
Chegaram sem avisar,
Para o sol poderem expulsar

Tomaram o céu à traição,
Sem mostrar compaixão,
Para de cinza o vestir
E de negro o colorir

Belas como pedaços de algodão
Ou como espuma de sabão
As núvens, o céu vieram invadir
Para o sol ter que partir
E a chuva fazer cair!

Frias e distantes
Trouxeram chuvas abundantes
E do sol não quiseram saber,
Pois apenas sabem do seu querer!

Vieram para ficar,
Sem sequer se importar,
Que o sol já não possa brilhar!

 

Cores de minh' alma

19.11.20 | Ana D.

cores de minh alma.jpg

Às vezes dou por mim 
Em tons de cinzento
Como num dia pardacento...
Mas na minha essência,
Impera o verde da esperança
No olhar de cada criança 
E o laranja, com a energia
De quem quer viver com ousadia.
Pulsa-me o vermelho no coração
E eclode a emoção!
E de repente, de cinzento
Tudo passa a azul e dourado,
Como o céu, num dia de sol rasgado...
Invade-me o rosa pálido
Para tornar o dia cálido,
Deixo-me envolver pelo branco, na sua alvura
Como num abraço, cheio de ternura.
E assim, vou colorindo meus dias, 
Entre tristezas e alegrias,
Até que o sol se deite
e a noite espreite
para, de negro, me colorir!
E assim minha vida tem tantas cores,
Como uma aguarela,
que minh' alma revela...

Seara

11.11.20 | Ana D.

seara.jpg

Em cada amanhecer
Nasce a magia 
De um novo dia
Onde há tanto para viver...

Nele, tudo se pode semear
Dele, tudo se pode colher
Nele, tudo se pode dar
Tudo, se pode receber!

Como em terra fértil e arada
Nele a semente será lançada
E depois de germinada,
Há-de florescer.

O orvalho em cada manhã
A seara há-de acordar
Para ao vento, vê-la dançar!
O sol, calor, lhe dará
E a chuva, a sede, lhe matará!

E ao longo do dia
Como seara a amadurecer
Muito há-de acontecer...

Com o céu no olhar
Verá as aves sobre si a voar
E de quando em quando
Algumas delas, em seu regaço, vêm pousar...
Umas, apenas para descansar
Outras, para uns grãos consigo levar
Algumas, para novas sementes deixar
E assim, quem na nossa seara passa
Deixa um pouco de si
Leva um pouco de nós
Mas não nos deixa sós!

E como seara cuidada
É seara criada
Entre muitas culturas
E tantas venturas
Nosso dia chega ao fim
Dando a colheita por terminada,
Até que chegue nova alvorada!

Novembro

10.11.20 | Ana D.

novembro (1).jpg

Com o ano a passar
é tempo de novembro chegar
para, por trinta dias, ficar!

Com ele todos os Santos hão-de vir
e trará as crianças, para o pão por Deus, pedir!
Pão que há-de fazer
com o trigo que há-de ceifar
e ao décimo dia há-de lembrar.

A onze, em honra de São Martinho
fará o magusto e provará o vinho
e para a saudade matar
ainda que por pouco, ao verão dará lugar!

Para nossa felicidade
a treze trará bondade
e a dezasseis, o mar e a tolerância
pela sua grandiosa importância!

 

Hoje partilho a "LIBERDADE DE MULHER" com a MJP no seu blog "Liberdade aos 42"

06.11.20 | Ana D.

violencia domestica 1.jpg

Hoje é um dia especial! Um dia de partilha e de gratidão!

A MJP convidou-me para escrever no seu blog sobre "Liberdade". Não podia deixar de aceitar um convite tão generoso e desafiante, até porque não sou mulher para rejeitar um bom desafio! 
Decidi então escrever sobre a "LIBERDADE DE MULHER", particularmente importante, para a mulher vítima de violência doméstica, situação que se tem vindo a agravar com a pandemia.

Leiam aqui A Liberdade de... Ana D.

Mais uma vez, muito obrigada querida MJP por me convidar para fazer parte do seu Liberdade aos 42